terça-feira, 23 de junho de 2009

QUÍMICA DE INTERAÇÕES.

Os elementos químicos evoluem conforme a intensidade e o tempo das interações entre os processos de energia, e as altas temperaturas em que se encontra porem evoluem também com pouca intensidade de energia e baixas temperaturas.

A atmosfera terrestre varia também conforme a produção de energia e fusões naturais.



FÍSICA DE UNIDADE POR INTERAÇÕES NOS PROCESSOS DE ENERGIA.

UNIDADE DE CAMPOS.

As partículas não podem responder pela produção dos campos, pois também precisam de uma resposta de como são produzidas e originadas, sendo que as partículas e elementos químicos possuem origem pelo espaço denso e são modificadas através da produção de energia, interações físicas, fusões estelares e variações de temperatura.


Enquanto os campos são produzidos através de interações físicas e fusões espontâneas nos astros. Assim, todos os campos são na verdade um só, inclusive o do núcleo dos astros.

Ou seja, todos os campos são processos de interações na matéria ou na energia livre no espaço, e são produzidos na matéria ou energia livre no espaço.

OS CAMPOS OBEDECEM A UMA PROGRESSÃO DECRESCENTE, POR ISTO QUE O CAMPO GRAVITACIONAL POSSUI ALCANCE MAIOR E INTENSIDADE PEQUENA EM PROPORÇÃO AO MONTANTE DE PRODUÇÃO POR UMA ESTRELA.

O campo é forte próximo da onde está sendo produzido, e conforme a intensidade que esta sendo produzida. Depois ele decresce progressivamente ao se afastar da sua origem de produção, e se dissipa instantaneamente se espalhando no espaço.

Por isso que o gravitacional é fraco onde é medido, que é próximo da crosta da Terra, porem ele é produzido pelas fusões no núcleo do planeta.

LOGO, O CAMPO GRAVITACIONAL É MEDIDO LONGE DA SUA ORIGEM, POR ISSO ONDE É MEDIDO SÓ PODE APARECER COMO FRACO.

ENQUANTO QUE OUTROS CAMPOS QUANDO MEDIDOS MUITO PRÓXIMOS DE SUA ORIGEM TÊM APARÊNCIA DE FORTES.

E é afastado conforme a interação que o produziu, e a radiação que o afastou. Com isso vemos que todos os campos são na verdade um só, e a intensidade só quando próximos da produção.

DEPOIS DECRESCE PROGRESSIVA E INSTANTANEAMENTE. ISTO NÓS VEMOS TAMBÉM NO ALCANCE DE TODOS OS QUATRO CAMPOS. JUNTAMENTE COM O FOTÕNICO E O CAMPO NÚCLEO ESTELAR [O QUINTO, SEXTO E SÉTIMO [DO ESPAÇO DENSO]].

O CAMPO GRAVITACIONAL QUE É VISTO COMO UM CAMPO FRACO É NA VERDADE O MAIS FORTE, POIS ELE É PRODUZIDO PELAS INTERAÇÕES E FUSÕES NOS NÚCLEOS DOS ASTROS, E É SUPER FORTE PRÓXIMO DOS NÚCLEOS, E DECRESCE PROGRESSIVAMENTE E RAPIDAMENTE.

QUANDO CHEGA À CROSTA DOS ASTROS ELE JÁ PERDEU FORÇA, INTENSIDADE E ALCANCE.


UNIFICAÇÃO POR ENERGIA E INTERAÇÕES FÍSICAS.

A ENERGIA E AS INTERAÇÕES FÍSICAS UNIFICAM OS CAMPOS, AS PARTÍCULAS, A PRODUÇÃO DE TEMPERATURA, RADIAÇÃO E DINÂMICA.

Logo todos os campos são na verdade um só. E com uma só produção, que são as interações na produção de energia e fusões, que é o mesmo que constrói as partículas, a temperatura, os astros, o cosmo, os elementos químicos, luz, afastamento do cosmo, afastamento entre os planetas, as órbitas e dinâmica dos astros.

COM ISTO TEM-SE A UNIDADE.


O universo é um só com uma só produção, e onde é produzidos a atmosfera, vulcões, terremotos, furacões, etc., e no universo como um todo.

A luz, a temperatura e a radiação também possuem a mesma origem, que é uma intensa atividade de interações e produção de energia num minúsculo corpo em radiação, onde é produzida a luminescência.

O mesmo acontece com a temperatura, campo, e a radiação. Ou seja, são atividades intensas de interações e trocas na produção de energia numa minúscula matéria, que é vista como energia.



COSMO UNIFICADO
O COSMO É UM TODO UNIFICADO.

POR ORIGEM PELO ESPAÇO DENSO.
PRODUÇÃO POR INTERAÇÕES FÍSICAS NA PRODUÇÃO DE ENERGIA.
E ESSÊNCIA, COMO FORMA DE ENERGIA EM PROCESSOS.

Não levamos em conta aqui a vitalidade, a mentalidade, e a espiritualidade.
A teoria cósmica deve abranger e estar ligada a todos os ramos da ciência que começa com a origem, passa pela produção e essência, onde seus fenômenos, estruturas, componentes, poder, campos, energia, vida, mentes, seres, realidade e Deus.

Em tudo há uma ligação da criação cósmica, vida, mente e razão, espiritualidade e Deus.

Vê-se isto na criação, na vitalidade, no cosmo de interações unificadoras, num universo que nasce do poder de Deus que usa como estrutura do espaço denso, se consolida e se estrutura por energia, interações físicas e evoluções regidas por Deus.


CENTRO DO COSMO

O centro do cosmo é Deus, pois ele possibilitou a criação através do vazio do espaço denso, e da estruturação através das interações fisicas e energia, logo o universo possui um centro que está em todo universo.


ASTROFÍSICA E COSMOFÍSICA DA CRIAÇÃO.

O COSMO É UM PODER QUE CRIA A VIDA E DÁ ORIGEM PARA A PRODUÇÃO E AO SER.

Os gases que rodeiam a atmosfera de um planeta e é produzido pelo próprio planeta, através de suas interações físicas.

A energia se cria, ao surgir dos filamentos espaciais e em bolhas, e chegam a produzir a matéria estruturalizada e consistente, em luz, temperatura, partículas, astros, etc. A matéria se funde surgindo os elementos químicos dos leves até produzir os pesados e estáveis.

UNIVERSO DE CAUSA, EFEITO E ESSÊNCIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário